Manejo de Morcegos

Os morcegos são os únicos mamíferos que possuem a habilidade de voar. São extremamente importantes para o nosso meio ambiente mas com o avanço das construções em áreas de matas, cada vês mais esses animais estão vindo a se alimentar e morar em nossas residências ou próximo. É importante saber que existem apenas 3 espécies de morcegos hematófagos e esses estão espalhados por todo o planeta. Entretanto, morcegos vampiros (hematófagos) vivem quase que exclusivamente em áreas rurais, sendo difícil encontra-los em áreas urbanas.

A grande maioria dos morcegos que vivem na cidade, são frugíveros (se alimentam de frutas e vegetais) ou insetívoros (que se alimentam de insetos). O maior problema da convivência entre pessoas, pets e os morcegos é devido a praticamente todas as espécies de morcegos serem transmissoras do vírus da raiva.

Por isso, fica aqui um alerta para quando encontrar algum morcego no chão da sua residência, pendurado em locais incomuns (como na madeira do telhado da varanda), encontra-los durante o dia ou principalmente em comportamentos incomuns, não habituais. Caso encontre um morcego com algum desses comportamentos citados acima, isole a área e chame imediatamente o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) para que os técnicos do CCZ possam coleta-lo, com segurança, e realize o teste sorológico para o vírus da raiva. Se for comprovado que esse indivíduo está infectado com o vírus da raiva, o CCZ irá realizar um bloqueio vacinal em todo o bairro ou região através da vacinação de todos os cães e gatos para que esses animais não se contaminem e possam estar infectando as pessoas da região.

É importante comentar que a transmissão do vírus da raiva por morcegos em cães e gatos se dá justamente pela curiosidade que cães e gatos tem ao ver um morcego no chão, eles vão tentar chegar perto para cheirar, matar ou brincar e o morcego contaminado vai arranhar ou morder, contaminando os pets.

                               Os manejos realizados pela BIOMOC envolvem a aplicação de produtos com cheiro forte de canela entre a laje e telhado ou nos locais onde os morcegos estão morando e assim desalojando esses animais. Em seguida é realizado o fechamento de todos os acessos que servem de porta para esses locais. Outra forma de manejo, é a elaboração de laudos técnicos orientando a poda de árvores e cachos de frutos para que assim os morcegos não retornem ao local pois não mais terá o alimento que está atraindo eles.

                               E com o objetivo de informação, aparelhos ultrassom, cd de músicas pendurados, luzes acessas ou espelhos não tem nenhuma comprovação científica que vão afastar os morcegos da sua residência, podendo inclusive, fazer que com os morcegos vejam essas estruturas como um parque de diversões e passem a transitar ainda mais por esses locais por pura diversão.